Iogurte pode prevenir infarto e AVC em quem tem hipertensão

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

 

 

 

Uma nova pesquisa publicada no American Journal of Hypertension traz um belo motivo para colocarmos o iogurte no carrinho na próxima visita ao supermercado. De acordo com ela, o alimento é aliado na prevenção de problemas cardiovasculares entre indivíduos com pressão alta.
Para traçar essa relação, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, analisaram os hábitos de 55 898 mulheres e 18 232 homens. Todos foram seguidos por aproximadamente 30 anos.
Ao avaliar os dados, os estudiosos notaram que a ingestão de iogurte foi inversamente associada ao risco de doenças cardiovasculares, como infarto e derrame. Para sermos mais exatos, consumir o alimento duas ou mais vezes na semana diminuiu em 17% a probabilidade de males cardíacos nelas e 21% neles – isso em comparação com quem degustava uma porção do produto menos de uma vez ao mês.
Em comunicado à imprensa, um dos autores da investigação comentou que estudos menores já haviam sugerido que o iogurte faz bem ao coração por se tratar de um produto fermentado por bactérias. Independentemente dos benefícios ligados a esse derivado lácteo – que incluem ajuda na perda de peso e manutenção da saúde óssea, por exemplo –, é bom lembrar que um alimento não faz milagre sozinho.
Complementos
Cereais, sementes e oleaginosas: abastecidas de fibras, aveia, granola e chia enriquecem o iogurte. Já duas nozes ou castanhas fornecem teores significativos de selênio, zinco, vitamina E…
Mel: incluí-lo pode ser a solução para mascarar o azedinho do iogurte natural – o que mais vale a pena para a saúde. Mas não abuse. Ele é lotado de frutose, um tipo de açúcar.
Frutas: o iogurte não é fonte exemplar de muitas vitaminas. Para suprir essa deficiência, basta acrescentar frutas ao pote. Morango, uva e banana são ótimas pedidas.

Fonte: Exame.com

GRITA BRASIL Acorda Brasil! Com vários estados falidos e o Brasil em crise, como um juiz pode reclamar que não tem aumento?

quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018

Ei, você, é você mesmo! Larga esse celular. Dá pause no Netflix. Aproveita o intervalo da novela. Levanta da poltrona. Acorda!

Você gostaria de receber um auxílio-moradia? Mesmo tendo um apartamento na cidade em que você mora? Não seria legal? Já pensou algo em torno de R$ 4 mil a mais na sua conta de mão beijada?

Então, o desembargador, Manoel de Queiroz Pereira Calças, que tomou posse como presidente do Tribunal de JUSTIÇA de São Paulo na última segunda-feira, disse em entrevista que não acha nada de mais e de errado receber o beneficio mesmo sendo ele dono de vários imóveis (são 60 imóveis que diz ter recebido de herança) em São Paulo. Ainda disse que o valor de R$ 4 mil é muito pouco e justificou que esse auxilio está pautado e previsto na Lei Orgânica de Magistratura.

O salário do desembargador é de R$ 30.471,11 e esse auxílio-moradia seria segundo ele uma forma de compensar a falta de reajuste dos salários dos juízes e outros servidores de grandes salários.

E não pense que é algo exclusivo de São Paulo. Aqui no Rio tem também essa festa e no seu estado com certeza tem também. A festa do auxílio-moradia é nacional.

Com vários estados falidos, o Brasil em crise, apesar de uma propaganda a meu ver enganosa de que está tudo começando a fluir, empresas demitindo ou renegociando salários oferecendo redução ou em alguns casos demissão, como um juiz, um desembargador com um salário desses pode ainda reclamar que não tem aumento?

Reposição salarial é um direito de todos, mas dependendo da ocasião, ela deve ser entendida como um “sacrifício” momentâneo. Ainda mais se tratando de funcionários públicos que recebem altos salários e sabendo que muitos servidores públicos estão sem receber, esses comentários e certos benefícios deveriam ser uma questão moral para eles.

E o trabalhador que ganha um salário mínimo será que não teve também perda salarial? Ou são só os trabalhadores de altos salários? Será que o preço do terno importado aumentou? O preço do salmão, do caviar, da água Perrier?

É vergonhoso ouvir isso de um desembargador. Os gastos com esse auxílio passam do bilhão de reais. E é uma parte do salário isenta de imposto de renda.

Mas para o desembargador o recebimento é ético porque está na lei. Fácil justificar o injustificável à guisa da lei. E a moral desses que recebem auxílio-moradia sem precisar?

A moral disso está camuflada de que está na lei. Na lei feita por pessoas dessa laia. Por pessoas que tem um pensamento mesquinho, idiota e que não pensa no coletivo. Onde está o “o auxílio-moradia é parte incorporada do salário, salvo para aqueles que possuem imóveis na cidade, salvo aqueles, blá, blá.”

Simples resolver isso. Mas para eles é mais simples simplesmente receber por algo que nem é necessário, mas que se institui moral e ético num país sem a menor moral e sem a menor ética, salvo raríssimas exceções.

Esse tipo de artifício para aumentar o salário de quem já ganha bem a um custo incomensurável para a população que deixa de ter esse dinheiro usado em seu próprio benefício.

Enquanto a população não clamar por mudanças radicais em certas regalias, vamos continuar fadados a um país belo de se viver, mas totalmente fracassado no que diz respeito ao respeito com o cidadão.

Na Suíça, por exemplo, o governo pretendia renovar as aeronaves do exército, (com o mesmo modelo que o nosso exército), então o governo perguntou ao povo, aos contribuintes o que eles achavam. A resposta foi que não era necessário naquele momento. E o que fez o governo? Simplesmente não comprou. O dinheiro será usado em algo que a população aprove. Isso é um país, com P maiúsculo, e com um Governo com G maiúsculo. De quem eles deveriam e devem se orgulhar e muito.

Aqui se o nosso governo tivesse a mesma coragem que eles têm de roubar, para perguntar o que nós achamos, acho que a carreira de político no Brasil estaria acabada.

Se liga. Aproveita o carnaval e tente refletir um pouco. As eleições estão vindo. E tudo isso está ligado nessa teia que é o nosso mundo político.

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão. E bom carnaval.

Fonte:  OPINIÃO & NOTÍCIAS

Belo Jardim decreta estado de emergência

sábado, 27 de maio de 2017

Medida extrema foi decidida após a prefeitura se deparar com irregularidades nos campos das finanças e áreas administrativas.

O prefeito interino de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, Gilvandro Estrela, decretou estado de emergência nesta sexta-feira (27) . A ação de respaldo jurídico foi tomada em razão do caos administrativo deixado pela antiga gestão, que foi cassada e condenada.

A medida extrema foi decidida após a prefeitura se deparar com irregularidades nos campos das finanças e áreas administrativas. Segundo a atual gestão, computadores foram formatados e senhas de acesso foram negadas.

O decreto visa garantir o funcionamento de serviços públicos básicos oferecidos por todas as secretárias, que se encontram paralisadas.

COM INFORMAÇÕES (G1)


Ir para o Topo do Site

CONTATO

Email: jornalomonitor@outlook.com
Fone: (87) 98116.4469
WhastApp: (87) 98105.0692

Rua Capitão Pedro Rodrigues, 115 - No Prédio da RÁDIO 87 FM
Garanhuns, Pernambuco

 EDITORIAL

Diretor(a): Osman Benício
Uiadja Holanda Editor: Douglas Liberato