WhatsApp lança novo app para micro e pequenas empresas falarem com clientes

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

WhatsApp lança novo app para micro e pequenas empresas falarem com clientes.

WhatsApp quer virar o canal oficial de contato entre companhias e clientes. A empresa lançou nesta quinta-feira (18) um novo aplicativo para pequenas empresas trocarem informações com seus consumidores. Entre as novas funções estão a de responder dúvidas e atender reclamações de forma automática, a qualquer hora do dia.

O app de bate-papo é usado por 1,3 bilhão de usuários em todo mundo. O Brasil é o segundo maior mercado do serviço. Só fica atrás da Índia.

“As empresas já usam o aplicativo para compartilhar informações com seus clientes”, disse Metu Singh, gerente de produtos do WhatsApp Business, ao G1. Quatro a cada cinco pequenas empresas no Brasil usam o WhatsApp como ferramenta de trabalho, apontou uma pesquisa da Morning Consult, feita a pedido do Facebook, dona do aplicativo de bate-papo.

O que o novo aplicativo fará é dar recursos adicionais (veja abaixo). O novo programa, chamado de WhatsApp Business, chega a cinco países (Estados Unidos, Indonésia, Itália, México e Reino Unido), mas será levado a outras regiões nas próximas semanas. Ele também chegará ao Brasil, por onde já ocorrem testes.

O que muda

O aplicativo traz três grandes novidades para empresas, em relação ao WhatsApp existente:

  1. Conta comercial;
  2. Mensagens automáticas;
  3. Estatísticas.

Testes no Brasil

Fabiano Cardox, dono da loja de uma loja de itens de fotografia do Rio, é um dos testadores no Brasil. “Quando estou fora do expediente, o recurso de mensagens automáticas ajuda a minimizar a frustração do cliente. Muitos potenciais clientes podem enviar mensagens a qualquer momento e podem se sentir frustrados quando não recebem brevemente uma resposta”, disse.

Outro testador é Brunorio Serafini, sócio de uma gráfica em Colatina (ES), que chega a atender 30 clientes por dia pelo WhatsApp. São feitos por lá de orçamentos a confirmações se serviços.

O app sai primeiro para Android — uma versão para iOS está nos planos. O download do aplicativo pelas empresas é gratuito. Os consumidores não precisam baixá-lo, pois poderão falar com as companhias usando o programa que já possuem.

O app faz parte de uma tentativa do WhatsApp de usar sua popularidade entre usuários comuns em combustível para fazer decolar suas plataformas corporativas, anunciadas no ano passado.

Veja as principais novidades do WhatsApp para empresas:

Conta comercial

Os usuários comuns do WhatsApp até podem personalizar seus perfis, mas os dados expostos aos contatos são restritos. Podem ser alterados nome, imagem de exibição e o recado. As empresas poderão listar:

  • Nome do estabelecimento
  • Horário de atendimento
  • Site oficial
  • Ramo de atuação
  • Descrição do negócio
  • Endereço
  • Telefone de contato.

 

“O que você quer saber de uma empresa é muito diferente do que quer saber de um amigo”, afirmou Metu Singh, gerente de produtos do WhatsApp Business.

Essa é uma das mudanças que serão perceptíveis para os usuários, pois as empresas que tiverem uma conta comercial receberão uma indicação. Isso ocorrerá, diz o WhatsApp, sempre que o telefone de contato informado for o mesmo do estabelecimento.

Mensagens automáticas e estatísticas

Para agilizar o atendimento aos clientes, as empresas poderão criar mensagens automáticas para, por exemplo:

  • Responder perguntas frequentes;
  • Dar informações sobre qual é seu negócio;
  • Avisar de indisponibilidades temporárias de serviço ou de atendimento.

Outro recurso presente no WhatsApp Business é a possibilidade de acessar as estatísticas das interações com consumidores. As companhias poderão ver quantas mensagens foram lidas, por exemplo. “Os empresários vão poder medir como os consumidores estão recebendo aquilo que eles estão mandando”, diz Singh.

Dia (10) de Dezembro, dia Internacional dos Direitos Humanos

domingo, 10 de dezembro de 2017

O Dia Internacional dos Direitos Humanos é celebrado anualmente a 10 de dezembro.

A data visa homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e colocar um ponto final a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.

Comemoração do Dia dos Direitos Humanos

A celebração da data foi escolhida para honrar o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou, a 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Esta declaração foi assinada por 58 estados e teve como objetivo promover a paz e a preservação da humanidade após os conflitos da 2ª Guerra Mundial que vitimaram milhões de pessoas.

A Declaração Universal dos Direitos do Homem enumera os direitos humanos básicos que devem assistir a todos os cidadãos.

Este dia é um dos pontos altos na agenda das Nações Unidas, decorrendo várias iniciativas a nível mundial de promoção e defesa dos direitos do homem.

O dia 10 de dezembro é também marcado pelo entrega do Prémio Nobel da Paz.

Facebook e Instagram apresentam instabilidade; empresa diz que tenta resolver situação

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Alguns usuários dizem que contas pararam de funcionar. Site que monitora problemas em aplicativos aponta pico de reclamações por volta das 12h, com volume maior nos EUA e na Europa.

Facebook e o Instagram apresentam instabilidade nesta quarta-feira (11), segundo relatos nas redes sociais. Alguns usuários dizem que suas contas pararam de funcionar, outros reclamam de conexão lenta.

“Sabemos que algumas pessoas estão com dificuldade para acessar o Facebook e o Instagram. Estamos trabalhando para normalizar a situação o mais rápido possível”, disse ao G1 um porta-voz do Facebook.

O Instagram é administrado pela empresa dona do Facebook desde 2012.

O site Down Detector, que agrega relatos de problemas de conexão com sites e aplicativos, aponta um crescimento brusco do número reclamações relacionadas ao Facebook e ao Instagram a partir das 12h desta quarta.

Um mapa em tempo real mostrado pelo site indica que o maior volume de queixas está concentrado nos Estados Unidos e na Europa Ocidental. Elas também aparecem no Brasil, com menor intensidade.

Mapa mostra volume de reclamações relacionadas ao Facebook por volta das 12h desta quinta (11)

Mapa mostra volume de reclamações relacionadas ao Instagram por volta das 12h desta quinta 

PRESIDENTE DE HOTEL: apresenta em reunião idéias e novidades para Garanhuns

sexta-feira, 06 de outubro de 2017

O empresário Givaldo Calado de Freitas, presidente do Garanhuns Palace, participou na tarde desta quinta-feira (5), de uma reunião para discutir a formatação de Famtour em Garamhuns, já com vista a esse “Natal Luz”, que este ano passa a ser chamado de “A Magia do Natal de Garanhuns”. E que terá a duração de 52 dias – 10 de novembro a 31 de dezembro.

A reunião contou com a presença do Prefeito Izaías Regis Régis; do Vice Prefeito Haroldo Vicente; da secretária de comunicação Jaqueline Menezes; da Secretária de Desenvolvimento Econômico Janecélia Marins, e de diversos empresários de bares, hotéis e restaurantes, na Biblioteca Municipal Luiz Brasil, localizada no Parque Euclides Dourado.

Ao final da reunião Givaldo disse acreditar que Famtour é o melhor caminho para o trade turístico mostrar “a cara” da nossa cidade, e ela poder voltar a ser destino turístico. Com essa ferramenta de divulgação teremos o ensejo de “vender” melhorar a nossa cidade e mostrar todo potencial turístico que Garanhuns tem”, comentou Freitas.

Ainda de acordo com o empresário uma Associação para representar  todo o trade turístico se faz necessária, e essa providência é urgente em Garanhuns para o crescimento de sua econômia.

O encontro foi realizado pela Prefeitura Municipal de Garanhuns, através da Secretária de Desenvolvimento Econômico e Secretária de Turismo com a participação da Secretária de Comunicação.

A reunião contou, ainda, com uma palestra do professor Guga Pessoa, da AESG sobre o assunto, tendo o mesmo afirmado que o “Famtuor é uma forma de promoção que tem como objetivo familializar e encantar o distribuidor do produto turístico. Consiste em convidar agentes de viagem para visitar o destino, a fim de que conheçam a cidade e saibam o que ela tem a oferecer ao turista”.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA_

Outubro Rosa: saiba o que é e entenda a sua importância

quarta-feira, 04 de outubro de 2017

O movimento ocorre durante o mês de outubro e tem como objetivo ressaltar a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Outubro Rosa é um movimento que ocorre internacionalmente durante todo o mês de outubro. Ele tem como objetivo principal ressaltar a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

 

O Outubro Rosa começou na década de 1990, nos Estados Unidos, onde os estados faziam ações isoladas referentes ao assunto. Com a posterior aprovação do Congresso Americano, o mês de outubro se tornou o mês nacional de prevenção contra o câncer de mama no país.

Para mobilizar a população americana sobre a importância da ação, as cidades começaram a se enfeitar com laços rosas. Inicialmente, a ideia foi lançada pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e os laços foram dados aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque, em 1990. Depois disso, o objeto passou a ser distribuído em locais públicos, corridas, desfiles de modas, entre outros eventos.

Embora a doença esteja presente no ano inteiro, o mês de outubro foi escolhido para representar a causa ao redor do mundo. Durante todo o período, é comum ver espaços e monumentos decorados e/ou iluminados com a cor. Em 2017, o Cristo Redentor, que fica no Rio de Janeiro, será um deles.

No Brasil, o primeiro sinal de envolvimento com o Outubro Rosa aconteceu em outubro de 2002, quando o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, foi iluminado com a cor. Em outubro de 2008, o movimento ganhou ainda mais força e várias cidades brasileiras abraçaram o movimento.

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo. No Brasil, as taxas de mortalidade por esse tipo de câncer continuam elevadas, especialmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. Por isso, o autoexame das mamas e a mamografia são essenciais.

Microsoft anúncia notebook premium Surface Laptop e novo Windows 10 S

quarta-feira, 03 de maio de 2017

A Microsoft anunciou nesta terça-feira (02) o novo Surface Laptop, que chegará ao mercado com o sistema Windows 10 S (voltado ao mercado educacional). Apesar de manter o nome “Surface”, a máquina não se torna um tablet – é mesmo um notebook tradicional e com tela touchscreen.

 

 

A máquina chegará às prateleiras com hardware top de linha. Entre as especificações, destacam-se as opções de processador (pode variar entre Core i5 e i7), a possibilidade de embarcar 16 GB de RAM, até 1 TB de espaço SSD e bateria que dura mais de 14 horas sem pedir recarga. Como características adicionais que agradam a usuários exigentes ele oferece portas USB 3.0, tem 1,5 cm de espessura e pesa 1,25 kg.

Os modelos apresentados hoje chegam ao mercado norte-americano em 15 de junho. O preço sugerido, da versão mais básica, é US$ 999.

 

Windows 10 S

O novo sistema operacional presente no Surface Laptop é uma espécie de aplicação em nuvem – semelhantes aos que estão nos Chromebooks, em que basicamente nada pode ser instalado e depende da internet para rodar suas aplicações.

O OS que chegará aos consumidores – especialmente ao público estudantil – terá um ano de Office 365 e será compatível com os apps da loja do Windows.

 

(Jornal O Monitor)

Câmara fará audiência pública sobre ‘jogo’ Baleia Azul

sábado, 29 de abril de 2017

Oito estados já emitiram alertas policiais e de saúde sobre fenômeno que pode levar ao suicídio; deputados devem ouvir Facebook, Unicef e youtuber

 

 

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, um requerimento para que seja discutido o “jogo da Baleia Azul“, fenômeno que consiste em uma série de desafios com o objetivo de levar jovens ao suicídio. Proposta pelo deputado Sandro Alex (PSD-PR), a reunião ainda não tem data, mas ocorrerá na Comissão de Ciência e Tecnologia (CCTI).

 

Uma pesquisa, elaborada pelo Centro de Estudos sobre Tecnologias da Informação e Comunicação (Cetic), apontou que um a cada dez adolescentes brasileiros, de onze a dezessete anos, já procurou informações na internet sobre como se ferir – e um a cada 20, sobre como tirar a própria vida. Até agora, oito estados brasileiros (SP, PR, MG, MT, PE, PB, RJ e SC) já tiveram alertas policiais e de saúde relacionados ao “baleia azul“. O encontro realizado pela Câmara deve ouvir representantes do Facebook – onde o fenômeno tem sido mais verificado no Brasil –, da Polícia Federal e da Unicef, além do youtuber Felipe Neto, que fez um vídeo sobre o assunto em seu canal.

 

 

O maior número de casos registrado até agora, envolvendo o “jogo”, é na Paraíba, onde a Polícia Militar diz ter identificado 20 adolescentes envolvidos. O coronel Arnaldo Sobrinho, coordenador do Escritório Brasileiro da Associação Internacional de Prevenção ao Crime Cibernético, relatou tentativas de suicídio e mutilação de adolescentes em João Pessoa e nas cidades de Campina Grande e Guarabira. Em Bauru (SP), um jovem tentou se jogar do viaduto sobre a Rodovia Marechal Rondon, após publicar nas redes sociais a frase “a culpa é da baleia“.

 

O Paraná registrou a entrada de oito adolescentes entre treze e dezessete anos (quatro meninos e quatro meninas), na madrugada de quarta-feira, nas unidades de saúde de Curitiba – cinco por tentativa de suicídio por medicamentos e três por automutilação. O secretário estadual de Segurança Pública, Wagner Mesquita, afirmou que um dos jovens relatou a participação no jogo.

 

“Nossa investigação vai em busca dos responsáveis para enquadrá-los por incitação ao suicídio“, disse o secretário. O crime, previsto no artigo 122 do Código Penal, tem pena de dois a seis anos de reclusão. “Vamos trocar informações com outros estados”, concluiu.

 

O “jogo” da Baleia Azul

 

Associada ao “baleia azul”, a palavra “jogo” não representa, de fato, o que significa o fenômeno. Participantes conhecidos como “curadores” induziriam, através de conversas pela internet, adolescentes vulneráveis a realizarem tarefas, como automutilação, durante um período de 50 dias, que se encerraria com o suicídio.

 

Essa prática teria se iniciado nas redes sociais da Rússia, com as primeiras informações sobre ela surgindo a partir de 2015. A princípio, foi vista como uma “notícia falsa” e um possível viral, mas ganhou corpo com o número de casos já identificados no Brasil e em países como Espanha e França.

 


Ir para o Topo do Site

CONTATO

Email: jornalomonitor@outlook.com
Fone: (87) 98116.4469
WhastApp: (87) 98105.0692

Rua Capitão Pedro Rodrigues, 115 - No Prédio da RÁDIO 87 FM
Garanhuns, Pernambuco

 EDITORIAL

Diretor(a): Osman Benício
Uiadja Holanda Editor: Douglas Lima